quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Instante de eternidade.



O pássaro de metal te trouxe nas costas até meu ninho...

Quase fui devorado por seus olhões cor de...
cor de...
Cor de olhos que desvendam um mundo novo a cada passo.
Da cor da sabedoria recente.
Multi-tonalidades entre um futuro certamente brilhante
e a inocência de um mundo amargo ainda pouco descoberto.


Sorriso divertido que me impede de ficar bravo contigo.
Por muito pouco cabe na bocarra!
Afinal, um sorriso tão gostoso
não foi feito para ser mantido em segredo.

Foram de fato poucos felizes minutos...
...no meu relógio foi uma pequena eternidade.

Uma eternidade leva cada lágrima que reflete seu rosto.

"All you need is love"
dizia eu para a pequena mulher que não chorava...

"Love is all you need"
disse eu para aquela grande criança que segurava seu urso de pelúcia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário