terça-feira, 2 de outubro de 2012

Meu primeiro emprego "de gente", ou do dia em que experimentei sapatos.

 
 No cruzamento da Paulista com a Augusta, Pierrot viu o Sol verde transmutar-se em amarelo, que em segundos tornou-se em vermelho vivo. Foi dada a largada! Trista segundos decidem qual será seu futuro. 
.
  Puxou do bolso seu melhor sorriso, estufou o peito e bradou - Xenhoras e Xenhores! -. Uma bolinha para o ar, duas bolinhas para deus, três bolinhas para o diabo, agora força na peruca e la se vão como nuvens no firmamento, cuidado agora na volta e... Na testa! Mira perfeita! Uma, duas estrelas cadentes na faixa de pedestre, um gatinho para completar - MIAU! -. Rápido rapaz! Toca uma canção! -Besame, besame mucho! Como se fuera esta noche, la ultima vez! -. Perfeito! Seu fantástico show foi dado em vinte e cinco segundos, ainda lhe sobraram cinco preciosos segundos para a arrecadação! - Muito bonito mossu, mas não vai dar hoje não viu?; haha, que palhacinho bonitinho, desculpa, ta meu anjo?; Mas porquê você não vai fazer festinhas de crianças? Você podia ser até o novo Patati, ja pensou? -
  
  De vermelho, novamente transmutou-se em verde, sem passar pelo amarelo dessa vez. Saldo do dia? Bom... Acho que vou lustrar meus sapatos e voltar para dentro do prédio.

  Espairecer, desandar, mandar o mundo a meretriz que os progenitou, ainda é, sempre foi e sempre será a melhor resposta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário