terça-feira, 3 de novembro de 2015

Infusão


Janelas idiotas.
Deixam a luz passar mas não o ar.
Afogam-me.
Engraçado.
Os mesmos remédios que mantém minha cabeça longe do pneu do ônibus,
podem me fazer dormir por tempo indeterminado, conforme sua fé ou falta dela.
Não há lugar para mim no seu reino de anjos e gente virgem.
Tão pouco no inferno de pessoas como eu e você.
O inferno é aqui e nada me espera depois disso. Nada.
E é esse o alívio.
Perdi tempo demais lendo livros que me ensinaram a dar tudo de mim.
O segredo é sorrir!
Ainda que tenha vontade de dar uma marteladinha na cara de quem muito sorri e ver sua expressão caindo em cacos.
Eu sei onde mora a lágrima, ah se sei.
Não aprendi a viver, sequer aprendi a única coisa que sei fazer direito.
Não sei lidar com isso,
nunca soube.
Não vou conseguir.
Não tem problema.
Não vou acordar.
De cacos, todos somos mármore,
essa xícara não aguentou.
Não gosto de chá quente demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário